O sofrimento torna-me semelhante a Ti, Senhor!

«Querida irmãzinha, como as tuas cartas me deram gosto e sobretudo como me fizeram bem à alma...

Não ficar a remoer as faltas

«Quando o Irmão Lourenço cometia alguma falta, confessava a sua culpa e dizia a Deus: “...

A Igreja: Corpo Místico de Cristo

«Encontrei-Te [Igreja].
Amo-Te, tu o sabes:
a minha vida é o menos que posso oferecer-te
em correspondência ao teu amor.
A paixão do amor que me devora
encontrou em ti o seu pábulo
porque és tão bela como Deus,
és infinitamente amável.
O meu coração foi criado para amar-te,
aqui o tens, é teu, amo-te.
Eu amo-te e tu sabes corresponder ao meu amor:
Eu sei que me amas com amor puro e leal,
firme e invariável.
Eu já não sou coisa minha,
mas propriedade tua;
porque te amo,
dispõe da minha vida,
da minha saúde e repouso
de quanto sou e tenho.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Minhas Vivências com a Igreja. Fragmentos III, 2. pg. 722

Senhor,
o Teu Padre Francisco Palau
tinha um imenso amor à Tua Igreja,
o Teu Corpo Místico, do qual Tu és a Cabeça.
Na verdade, quem ama a Igreja ama-Te a Ti,
pois não existe o Corpo sem a Cabeça.
Dá-me, Senhor, a graça de me gastar pela Tua Igreja,
para a tornar mais bela, mais agradável aos Teus olhos.
Fá-lo-ei em primeiro lugar com a minha vida.
Se a minha vida for santa
o Povo de Deus será mais santo,
pois na Igreja tudo acontece como nos vasos comunicantes:
se um se eleva, eleva a todos, e inversamente.
Que os problemas da Igreja sejam os meus,
as suas intenções sejam as minhas,
os seus sonhos sejam os meus.
Procurarei ler os documentos do Papa,
ser um com ele e com a sua vontade,
estar ao corrente das suas palavras,
sacrificar-me pelas suas intenções.
A Igreja são os membros de Cristo:
de modo particular os sacerdotes
que distribuem o Pão da Vida e os Sacramentos
e todos os que fazem circular a seiva da Vida divina.
Senhor que eu seja com a Igreja,
que eu sinta com a Igreja,
que me entregue por ela,
entregando-me aos irmãos.
Assim seja.

2018-06-20