O beijo de Jesus

«Cada cruz da vida é como um beijo de Jesus. Que este beijo seja a força do [nosso] espírito p...

A Igreja é corpo de Cristo

«Os baptizados, incorporados pelo baptismo e pela Eucaristia em Cristo, sua Cabeça, por mais q...

Ó meu Jesus! eu amo-Te!

«Ó meu Jesus! eu amo-Te!
Amo a Igreja, minha Mãe.
Sei que ‘o mais pequeno acto de puro amor
lhe é mais útil que todas as outras obras juntas’.
Mas o puro amor estará de facto no meu coração?...
Os meus imensos desejos
não serão um sonho, uma loucura?...
Ah! se assim for, Jesus, ilumina-me!
Tu bem sabes, eu procuro a verdade...
Se os meus desejos forem temerários,
fá-los desaparecer,
pois esses desejos são para mim
o pior dos martírios...
Sinto, no entanto, ó Jesus,
que depois de ter aspirado às mais elevadas regiões do Amor,
se eu não houver de as atingir um dia,
terei experimentado mais deleite no meu martírio,
na minha loucura,
do que experimentarei
no seio das alegrias do Céu,
a não ser que, por um milagre,
me tires a recordação das minhas esperanças da terra.
Nesse caso, deixa-me gozar durante o exílio
as delícias do Amor.
Deixa-me saborear
as doces amarguras do meu martírio...»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Manuscrito B. [4vº]

2017-01-21