Desejo viver de Ti, Jesus!

«Ó Jesus, absorve-me em Ti, transfunde-Te em mim, transforma-me em Ti e faz que eu viva só ...

A tranquila atividade da vida divina

«A alma que no mais alto grau de oração entrou na “tranquila actividade da vida divina”, n...

Tempo: Advento

 

 

   Só por mim, vens à terra, Senhor!

«Submerge-te nas profundidades
do mistério da Encarnação!
Pensa que foi realizado
apenas para ti!»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Novenas, Pensamentos e Poesias. 42

   

   Que eu traga sempre em mim a consciência da Tua presença.

«Mãe do Verbo,
revela-me o Teu mistério,
quando Deus Se encarnou dentro de Ti.
Diz-me como viveste na terra,
mergulhada em contínua adoração […]
Mãe, guarda-me sempre num apertado abraço.
Que eu traga sempre em mim
a realidade deste Deus,
todo amor.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Poesia 88

   

   Espero por Ti, Senhor!

«Retiro-me com Deus
para o fundo e para o centro da minha alma
tanto quanto posso
e, quando estou com Ele,
não tenho medo de nada.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 - 1691
Carta 4

   

   Espero-Te como o dom que me une a Ti.

«A santidade não é obra nossa.
A santidade
não é feita das nossas virtudes.
A santidade é feita pelo dom de Deus
nas nossas almas.»

Beato Pe. Eugénio Maria do Menino Jesus | 1894 - 1967
Homilias e Conferências

   

   Grande é o Teu amor!

«Ai, Senhor,
que grande és na Tua misericórdia!
Prostro-me aos Teus pés
e lavo-os com o meu pranto. […]
Amei-Te toda a minha vida
e espero amar-Te até ao fim.
Perdoa-me, Senhor,
que não sabia o que fazia ao ofender-Te. […]
Quero unir-me a Ti para sempre,
porque a felicidade não consiste senão em amar-Te.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Diário. 17

   

   Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada,
o meu Templo,
a vida da minha vida
e o Ser do meu ser,
sem Ele não sou,
d’Ele recebi o ser,
para amá-l’O, servi-l’O e adorá-l’O,
com fé, esperança e confiança,
com plena entrega ao Seu amor por mim.
Acredito em Deus Trino em Pessoas,
Pai, Filho e Espírito Santo...
“O Espírito Santo descerá sobre ti
e a virtude do Altíssimo te cobrirá com a Sua sombra,
por isso mesmo o Santo que há-de nascer de ti,
será chamado Filho de Deus” (Lc. 1-34,35)».

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem. pg. 24

   

   Maria dá-me Jesus

«Maria diz-te:
“Dou-te o alimento,
a Carne e o Sangue do Inocente:”
Aos pés de Maria, encontrei a vida.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Elevações Espirituais. 15. Poema a Maria

   

   No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa
realiza-se a obra da Redenção.
No diálogo silencioso do coração com Deus
preparam-se as pedras vivas
com as quais vai crescendo o Reino de Deus
e forjam-se os instrumentos seletos
que promovem a sua construção».

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Obras Completas - A oração da Igreja.

   

   O Pão de cada dia nos dai hoje

«Oh! Valha-me Deus!
Que grande amor o do Filho,
e que grande amor o do Pai!
Ainda não me espanto tanto do bom Jesus,
porque como já tinha dito ‘fiat voluntas tua’,
tinha-o de cumprir como quem é.
Sim, que não é como nós, pois, como a conhece,
cumpre-a amando-nos como a Si,
e assim andava a buscar
como cumprir este mandamento
com maior perfeição embora fosse à Sua custa.
Ó Senhor Eterno!
Como aceitais tal petição, como o consentis?
Não vejais o Seu amor,
que a troco de fazer perfeitíssima a Vossa vontade,
e de a fazer por nós,
se deixará fazer em pedaços cada dia!
É de Vós, Senhor meu, o olhar a isto,
já que a Vosso Filho nada se Lhe põe diante.
Porque há-de ser todo o nosso bem à Sua custa?
Porque a tudo se cala
e não sabe falar por Si, senão por nós?»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Caminho de Perfeição. 33, 3-4

   

   Amar-Te até ao delírio!

«Tenho uma angústia indizível, Senhor,
depois de ter passado dias tão lindos.
Dou-Vos graças, meu Deus;
aceita todo o meu amor.
Vós vedes quanto é
o que quereria prodigalizar-me às almas
e servir-lhes para alguma coisa.
Senhor,
acalma as minhas ânsias de Te amar,
amar-Te até ao delírio,
amar-Te até à morte.»

Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) | 1925 - 1959
Assunção, 14 de dezembro de 1952

   

   Desejas a minha união conTigo!

«É preciso saber
que o amor só chegará à perfeição
quando os amantes forem um só,
isto é,
quando um se transfigurar no outro.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 11, 12

   

   Fixar o olhar em Ti, Senhor!

«A alma que não tem o seu olhar
fixo em Deus,
facilmente se concentra
nos outros bens da terra
e corre o risco
de perder de vista a meta
ou demorar a atingi-la.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 – 1948
Conselhos. 7, 11

   

   Dar tudo!

«O amor
não quer um coração dividido:
quer tudo ou nada.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 – 1770
Bilhete à Irmã Teresa Crucificada de Jesus. 17

   

   É preciso determinação para viver de Ti.

«Não se necessita
delicadeza ou ciência para ir a Deus,
mas apenas um coração determinado
a entregar-se só a Ele
e a amá-Lo só a Ele.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 - 1691
Entrevista 41

   

   Quero nascer conTigo e para Ti!

«Mesmo estando no santo tempo do Advento
durante o qual
toda a correspondência fica interrompida no Carmelo,
a nossa reverenda Madre,
que conhece a minha afeição por ti,
permitiu que fizesse uma exceção a teu favor,
e sinto-me muito feliz de te vir [dizer]
quanto rezo por ti e pelo anjinho que vem a caminho.
Ele já existe no pensamento de Deus
e gosto de o envolver com a oração
a fim de que venha ao mundo totalmente coberto de bênçãos,
e peço ao divino Mestre,
Àquele que mora na tua alma
como na pequena Hóstia do Tabernáculo,
que te comunique uma maior abundância
da Sua vida divina
para que a dês ao anjinho de quem vais ser a mamã.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 186. A Maria Luísa Ambry. 15 de Dezembro de 1903

   

   A Virgem Maria, figura da Igreja

«A Virgem Maria é o único tipo,
a única figura
que no Céu representa com mais perfeição
a Igreja santa,
porque foi formada e criada para este fim;
é, tanto na ordem moral e espiritual,
como no físico e material,
a obra mais acabada e perfeita
da sabedoria e omnipotência de Deus.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
As minhas vivências com a Igreja. Texto autógrafo. 36

   

   A Virgem ensina-me a alegrar Jesus

«Começo hoje a Novena
à querida Virgem Imaculada,
pedindo-Lhe a grande graça
de que eu possa ver
onde o Seu Filho quer que eu O sirva.
No dia 8 (XII-1952)
penso fazer-Lhe a oferenda da minha vida…
Jesus ajuda-nos a fazer aquelas coisas
que alegrem o Teu coração.»

Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) | 1925 - 1959
Pensamentos.

   

   O Verbo desceu para nos elevar!

«Deus decidiu enviar o seu Verbo à terra,
para aí tomar uma humanidade
e Se tornar o Emanuel, Deus connosco,
nosso Salvador, nosso modelo,
nosso alimento, nosso chefe e nosso Rei.»

Beato Pe. Eugénio Maria do Menino Jesus | 1894 - 1967
Homilias e Conferências. 06.01.1966

   

   Tudo para Jesus

«A Ti venho, minha Mãe querida,
para que Tu,
tomando-me nas Tuas mãos como uma pequenita,
me leves a Ele [Jesus], o Único,
o amor exclusivo do meu coração.
Tu sabes quanto Te tenho a agradecer,
a Ti e a Ele!
Nada mereço,
mas aqui me tens;
sinto como que uma febre devoradora
que arde nas minhas entranhas,
mas desejo oferecer-me, imolar-me,
gastar-me pelo meu Deus e pelos meus irmãos.
Para isso vim [ao Carmelo], Mãezinha.»

Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) | 1925 – 1959
Pensamentos.

   

   Só a Fé nos consente “ver”

«A Fé, oh a Fé!
Oh, virtude admirável,
que esclarece o espírito do homem
e o conduz ao conhecimento do Seu Criador!
Amável virtude,
como és pouco conhecida
e ainda menos praticada,
apesar do teu conhecimento ser tão glorioso
e de tanto proveito!»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 – 1691
A Prática da Presença de Deus, II, 1

   

   Acolher Jesus

«Um Deus feito alimento…
Pão das Suas criaturas!
Isto não é motivo para nos fazer morrer de amor?
E pensar que comungamos
sem um mínimo afeto de amor!
Jesus vem, cheio de infinito amor
e nós recebemo-Lo frios
e só procuramos fazer pedidos,
sem O adorar,
sem chorar de agradecimento
a Seus divinos pés.
Vem procurar consolo,
amor
e não encontra nada.
Procurem não comungar
como o fazem as pessoas do mundo.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 151. A Amélia e Luísa Vial Echeñique. 26 de novembro de 1919

   

   Um rio de amor espalha-se pela terra

«Quando os dias se tornam mais curtos,
quando no inverno
caem os primeiros flocos de neve,
então, docemente,
renasce a lembrança do Natal.
Desta palavra emana um encanto misterioso
ao qual dificilmente o coração pode resistir.
Até aqueles para quem a evocação
do Menino de Belém nada significa,
crentes de outra Fé ou descrentes,
preparam a festa
e tentam acender aqui e além um raio de alegria.
Durante semanas e meses,
um rio de amor espalha-se pela terra.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
O Mistério do Natal

   

   No Advento, abrir-me à graça do Senhor que vem!

«Queria ter-vos podido responder mais cedo,
mas a regra do Carmelo não permite escrever
nem receber cartas
durante o tempo de Advento,
contudo a Nossa Reverenda Madre […]
compreendeu que precisáveis
de ser particularmente ajudado pela oração.
Asseguro-vos, que faço tudo o que depende de mim
para vos alcançar as graças que vos são necessárias,
essas graças ser-vos-ão certamente concedidas
visto que Nosso Senhor nunca nos pede sacrifícios
acima das nossas forças.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Carta 213. Ao Pe. Bellière. Carmelo de Lisieux. 26 de dezembro de 1896.

   

   Hoje vai chegar!... Estamos vigilantes.

«”Hoje sabereis que o Senhor vai chegar
e amanhã vê-Lo-eis surgir na Sua glória”.
Sim,
quando à noite as velas brilham nas árvores
e se trocaram os presentes,
um desejo insatisfeito impele-nos para fora,
para outra Luz,
até que toquem os sinos da Missa da meia-noite,
durante a qual,
sobre o altar enfeitado de velas e flores,
se renova o milagre da Noite Santa:
“E o Verbo Se fez Carne.”
É então o momento feliz
em que se realizam as nossas esperanças.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
O Mistério do Natal

   

   Dizer SIM atrai-Te poderosamente

«Vivo Nele,
e não quero nada que Ele não queira;
até a coisa mais santa,
se Ele não quer,
eu também não a quero.
Quero que a minha vontade
seja uma só massa com a vontade de Deus.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Diário III. pg. 72.

   

   Senhor, sê a minha santidade!

«Quando se olha para este mundo divino
que já desde o exílio nos envolve,
no qual nos podemos mover,
oh, então, como as coisas daqui de baixo
se desvanecem:
tudo isto é o que não é,
é menos que nada.
Os santos,
esses é que tinham compreendido tão bem
a ciência verdadeira,
a que nos faz sair de tudo
e sobretudo de nós mesmos
para nos lançarmos em Deus
e não viver senão d’Ele!
Cara Senhora,
Ele está em nós para nos santificar,
peçamos-Lhe pois
que seja Ele próprio a nossa santidade.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 184. À senhora Angles. 24 de Novembro de 1903

   

   Descei, Senhor…

«Oh Bom Deus,
baixai-Vos ao pó
e ensinai ao pequenino grão de areia
a ciência do Vosso Amor…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 - 1927
Pensamentos. Caderno 25. pg 331.

   

   Superas todos os meus desejos.

«Oh! Valha-me Deus!
E que nada são nossos desejos
para chegar a Vossas grandezas, Senhor!
Que baixos ficaríamos
se conforme o nosso pedir
fosse o Vosso dar?»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Conceitos do Amor de Deus 5,9

   

   Maria está unida a Deus

«Junto ao novo Adão
haverá uma nova Eva,
a Virgem Maria,
Mãe dos viventes.
Por meio d’Ela
o Filho de Deus vai entrar neste mundo,
assumindo n’Ela a humanidade
que ungida da unção da divindade,
se tornará Cristo Jesus.
Mãe de Deus […],
Maria “tange os confins da divindade
através da Sua própria operação
ao conceber Deus, ao gerá-l’O,
ao dá-Lo à luz, ao alimentá-Lo com o Seu leite.»

Beato Pe. Maria-Eugénio do Menino Jesus | 1894 - 1967
Quero ver a Deus. 884-885

   

   No Advento: fortificar a vontade

«Procuro vencer o meu génio,
ainda que nem sempre consiga.
No entanto creio que estou um pouco menos irritável.
Neste tempo de Advento
faço mortificações. […].
Não provo nenhum doce,
desde que não chame muito a atenção
e mortifico-me noutras coisas
que não me agradam.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 45. Ao P. José Blanch, C.M.F. 13 de dezembro de 1918

   

   No Advento vive-se da luz da fé

«Com a fé serei animada
a padecer e a lutar.
Dá-me, Senhor,
a fé invencível dos mártires,
a fé operosamente fecunda dos confessores
e das virgens.
Dá-me a fé viva,
firmíssima
e faz que ela seja
a única norma da minha vida.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Diário II, pgs 28 e 40

   

   Quão imenso é o Teu Amor!

«Ó Jesus:
quão imenso és!
Quanto bem há em Ti
e para os Teus filhos!»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Primeiros Passos da Subida. 116

   

   Vem, Senhor misericordioso.

«Procuremos não colocar obstáculos
da nossa parte,
de tal forma que Deus
possa infundir em nós
a Sua misericórdia.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 - 1770
Bilhetes escritos à Irmã Teresa Crucificada de Jesus. 15

   

   Descei, Senhor, do alto dos Céus!

«Com esta boa esperança
Que do alto lhes descia,
O peso dos meus trabalhos
Mais leve se lhes fazia;
Porém a larga esperança
E o desejo que crescia
De gozar-se com o Esposo
De contínuo os afligia.
Por isso, com orações,
Com suspiros e agonias,
Com lágrimas e gemidos
Lhe rogavam noite e dia
Que já se determinasse
A fazer-lhes companhia.
Uns diziam: “Ó se fosse
Em meu tempo esta alegria!”
Outros: “Acaba, Senhor,
O que hás-de enviar, envia!”
Outros: “Ó se já rompesses
Esses céus, então veria
Com meus olhos que baixavas
E o meu pranto cessaria!”
“Jorrai, nuvens, das alturas
O que a terra vos pedia
E que se abra já a terra
Que espinhos nos produzia!
E produza aquela flor
Com que ela florescia!”
Outros diziam: “Ditoso
Quem nesse tempo vivia
Merecendo ver a Deus
Com o olhar que possuía
E tratá-lo com as mãos
E ter sua companhia
E desfrutar os mistérios
Que Ele então ordenaria!”

Em estes e outros rogos
Mui tempo passado havia;
Porém nos últimos anos
O fervor muito crescia
Quando o velho Simeão
Em desejo se acendia,
Rogando a Deus que quisesse
Deixá-lo ver este dia.
E assim o Espírito Santo
Ao bom velho respondia:
Sua palavra lhe dava
Que ele a morte não veria
Até que chegasse a vida
Que do alto desceria,
E que ele nas próprias mãos
Ao próprio Deus tomaria
E o teria nos seus braços
E consigo o abraçaria.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Romance sobre o Evangelho “In principio erat Verbum”. 5-6.

   

   Vocação

«Jesus pequenino
fez-me sentir tão bem
que me queria no Natal [a sua entrada no Carmelo]
que eu não posso resistir à graça
que Ele me concede.
É verdade que sou muito nova;
mas, Senhor Bispo,
se Deus me chama e o Papá assim quer...
Espero que o Senhor Padre Révérony
tenha falado a meu respeito
com V. Ex.cia Reverendíssima;
tinha-mo prometido durante a viagem a Roma.
Nunca esquecerei a bondade dele para comigo.
Senhor Bispo!
O Natal aproxima-se,
mas eu espero a vossa resposta
com uma grande confiança
[que lhe dê licença para entrar no Carmelo].
Nunca esquecerei que é a V. Ex.cia Reverendíssima
que ficarei a dever o cumprimento da vontade de Deus.
Dignai-vos abençoar a vossa filha.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Carta 38 B. A D. Flaviano Hugonin. Dezembro de 1887

   

   A força da oração no Advento de Cristo

«Deus,
na Sua Providência
dispôs não pôr remédio aos nossos males
e não nos dispensar a Sua graça
senão mediante a oração
e que pela oração de uns
sejam salvos os outros.
Se os céus enviaram do alto o seu orvalho
e as nuvens choveram o Justo,
se se abriu a terra
e germinou o Salvador,
Deus quis que a Sua vinda
fosse precedida pelos clamores
e pelas súplicas dos Santos Padres
e especialmente pela oração daquela Virgem singular
que com a fragrância das Suas virtudes
fez com que os Céus se inclinassem
e atraiu ao Seu seio o Verbo incriado.
Veio o Redentor
e mediante a Sua contínua oração
reconciliou o mundo com o Pai.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Luta da alma com Deus. pg. 42

   

   A Liturgia no Advento

«No coração de todo aquele
que vive em Igreja,
os sinos do Rorate
e os cânticos do Advento
despertam um santo e ardente apelo;
e para aquele
a quem a fonte inesgotável da Liturgia mata a sede,
o grande profeta da Encarnação repete,
dia após dia,
as suas poderosas ameaças e promessas:
“Ó céus, espalhai o vosso orvalho!
Que das nuvens desça a salvação!
O Senhor vem!
Adoremo-Lo!
Vem, Senhor, não tardes! –
Jerusalém, grita de alegria,
porque o teu Salvador vem ao teu encontro.”»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
O Mistério do Natal. O Advento e o Natal. pg. 26

   

   Ser Teu torna-me feliz!

«O pensamento de que sou Tua,
ó meu Deus,
deve a cada momento
fazer-me feliz…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 - 1927
Pensamentos (Caderno 26). 1921-1924. pg. 348

   

   Os Rios

«Os rios, avançam
e submergem tudo o que encontram…
A alma experimenta de forma muito saborosa
esta propriedade
e diz que os rios rumorosos
são o seu Amado…
A alma vê-se de tal maneira acometida
pela torrente do espírito de Deus,
e com tanta força o sente apoderar-se dela,
que lhe parecem vir sobre ela
todos os rios do mundo;
de modo que sente que se afogam em si
todas as acções e paixões erradas.
E, apesar de ser uma coisa tão veemente,
não atormenta,
porque estes rios são rios de paz e glória.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 14-15, 9

   

   Imaculada

«Quão formosa apareceis à minha alma,
oh Maria
quando Vos contemplo
coroada pela esplendorosa coroa dos doze Apóstolos
e pela coroa com que Vos coroam todos os justos
que houve e haverá na Igreja de Deus, vosso Filho!
Quão bela e agraciada sois,
oh Maria Imaculada,
quando Vos admiro calçada de lua,
como Rainha, Senhora, Protetora
e ornamento de toda a Igreja católica!...
Sim, Deus está sempre conVosco.
Que poderá todo o inferno contra Vós?
Nada...
Seja pois louvor, bênção,
claridade e exaltação...
Oh Maria!...
Permite-me que Vos vá celebrar no céu um dia.
Amém».

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Novena da Imaculada Conceição, pp. 413-414

   

   Mate-me a tua formosura

Mostra tua presença
Mate-me a tua vista e formosura;
Olha que esta doença
De amor, já não se cura,
Senão com a presença e co’a figura.

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual, 11

   

   Orientar-me para Ti

«Para viver no Carmelo
só necessitava uma coisa,
que é a Vocação.
Estava eu muito persuadido
- como, aliás, ainda estou -
de que para viver como anacoreta,
solitário ou eremita,
não necessitava de edifícios
que logo desmoronariam;
tão pouco me eram indispensáveis
as montanhas de Espanha,
pois julgava encontrar em toda a extensão da terra
suficientes grutas e cavernas
para nelas fixar a minha morada.»

Beato Francisco Palau | 1811 – 1872
Vida Solitária

   

   O abaixamento do Verbo

«Diante do abaixamento do Verbo,
o nosso pobre intelecto
desconcerta-se
e mais não sabe fazer
do que abaixar-se,
adorar,
diante de tanta luz que emana do Mistério!»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Exortações e Conferências, 1

   

   Advento

«Estás a pensar
o que deveria passar-se na alma da Virgem,
quando, depois da Encarnação,
já possui em si o Verbo Encarnado,
o Dom de Deus…
Com que silêncio,
em que recolhimento e adoração
se devia sepultar no fundo da sua alma,
para estreitar a si esse Deus
de que era Mãe.
Minha Guidinha, Ele está em nós.
Oh! mantenhamo-nos bem perto d’Ele,
nesse silêncio,
com esse amor da Virgem;
é assim que vamos passar o Advento, não é?»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 183. À sua irmã. 22 de Novembro de 1903

   

   O Verbo encarnou e habitou entre nós.

«Chamou então um arcanjo
Que Gabriel se dizia
E enviou-o a uma donzela
Que se chamava Maria,
De cujo consentimento
O mistério se fazia;
Na qual a Suma Trindade
De carne o Verbo vestia.
E embora de três a obra,
Somente num se fazia;

Ficou o Verbo encarnado
Em o ventre de Maria.
E o que tinha apenas Pai,
Também já Mãe possuía.
Porém não como qualquer
Que de varão concebia,
Porque das entranhas dela
Sua carne recebia;
Pelo qual, Filho de Deus
E do homem se dizia.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Romance sobre o Evangelho “In principio erat Verbum”