Alcançar o cume.

«O monte é-me suave com o seu cume austero… alcançá-lo-ei guiada por Jesus…» Beata M...

Entrego-me a Ti, Jesus!

«O teu átomo, Divino Coração Dá-te a sua vida Toda a sua paz, a sua ventura É encantar-T...

Tempo: Páscoa

 

 

   Creio na força viva do Amor que é o Espírito Santo

«O Espírito Santo
é a terceira pessoa da Trindade,
é o Amor que vai do Pai ao Filho,
é a fonte da vida
é a causa primeira dela, é dom.
[…] É esse primeiro e Supremos Amor,
que move os corações
e os conduz à santidade.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Ser Finito e Ser Eterno

   

   Meu Deus ensina-nos amar…

«Porventura nem sabemos o que é amar,
e não me espantarei muito;
porque não está no maior gosto,
mas sim na maior determinação
de desejar contentar a Deus em tudo
e procurar, tanto quanto podermos,
não O ofender.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
IV Moradas 1,7

   

   Quero unir-me a Ti, Jesus!

«E agora que contra Jesus já me apertei,
estreita-me Tu, Jesus amado.
E ainda que Te esqueça, Tu não me deixes.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 – 1770
In Creio em Vós. Espero em Vós.

   

   Pródigo em manifestações de Amor

«Estou convencida
de que Deus não chama ninguém
apenas para Si.
E que quando Ele toma uma pessoa
é pródigo em manifestações de amor».

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Carta 252.

   

   Amor a Deus e ao próximo

«Vivendo, minha filha, como eu,
unida com Deus em fé, esperança e amor
hás de unir-te com Ele
com os mesmos vínculos,
mas não como Deus só,
nem homem só,
nem Deus/homem considerado individualmente,
mas como Deus,
constituindo corpo moral com toda a Igreja universal.
E esse corpo
do qual a alma é o Espírito Santo,
tens que o ver e contemplar
sob as sombras e ideias do corpo natural humano;
e esse corpo animado e vivificado
pelo Espírito de Deus
e que vive e que fala e que ouve,
entende e ama,
é aquele com quem te hás de unir
em fé, esperança e amor.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Carta 67, 6

   

   Alargar horizontes à dimensão o mundo

«O mundo está ardendo,
querem tornar a condenar Cristo, como dizem,
pois Lhe levantam mil falsos testemunhos;
querem deitar por terra a Sua Igreja,
e havemos de gastar tempo em coisas
que, se Deus lhas desse,
teríamos porventura uma alma a menos no Céu?
Não, minhas irmãs;
não é tempo de tratar com Deus
negócios de pouca importância.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Caminho de Perfeição. 1, 5

   

   A razão não alcança plenamente o mistério de Deus

«Se Tu me tivesses criado
sem a razão
não poderia dizer “meu” Deus.
Dou-Te graças
por me haveres dado a inteligência:
eu Te a ofereço.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Elevações Espirituais. 6.

   

   Ascensão ao céu da minha alma

«Ascensão do Senhor ao Céu da minha alma.
Farei todas as minhas coisas
em união com Ele, por Ele e para Ele.
Consolá-Lo-ei.
Quero ser crucificada.
Ele deixou-me os Seus cravos […]
Esposo da minha alma,
amo-Te.
Sou toda tua.
Sê todo meu.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Diário. Resoluções. 22

   

   Amor verdadeiro

«É só a Ti, Jesus, que eu me prendo
É aos Teus braços que eu acorro e me escondo,
Quero amar-Te como uma criancinha
Quero lutar como um guerreiro audaz
Como uma criança cheia de delicadeza
Quero, Senhor! encher-Te de carícias
E no campo do meu apostolado
Como um guerreiro lanço-me ao combate!…»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Poesia 36. Só Jesus.

   

   A contínua visita de Deus

«A nossa alma recebe incessantemente
a impressão da luz divina do seu eterno exemplar,
que resplandece no fundo de si mesma,
e lhe permite mergulhar e abismar-se
na essência divina
onde encontra já
a sua eterna bem-aventurança.
Deus que ocupa sempre o seu templo,
aí chega continuamente,
visitando-o sem cessar
para irradiação de um novo esplendor.
Quando Deus vem, é porque já estava presente;
onde Ele chega, era aí que estava:
o acidente e a mudança são-Lhe desconhecidos;
quando a nós advém,
é porque já n’Ele estávamos,
pois nunca sai de Si-mesmo”;
“passa-se, pois, este fenómeno:
é Deus no fundo de nós, quem recebe Deus vindo até nós.”
Um santo resumia esta vida íntima
num mistério de «Visitação».
“O Senhor, dizia ele,
ao considerar a morada e o repouso
que se proporcionou a Si próprio no fundo de nós,
ao considerar a unidade de espírito
operada pela sua graça
e nossa semelhança com o modelo,
resolveu visitar continuamente esta soberba unidade,
obra das suas mãos[…]
A vontade de Cristo
é a de que habitemos, também nós,
nessa unidade essencial,
e que restemos aí onde Ele está,
que fiquemos fixos nessa riqueza!»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Notas Íntimas. 17. Julho de 1906

   

   Um coração para Ti!

«Agora atuo,
agora sacrifico-me por ti
para que conheças a vontade de Deus.
Oxalá, irmãzinha querida,
que esse coração que sempre trago junto ao meu,
não bata senão por Jesus.
Que o nosso amor seja o mesmo.
Que não pertençamos
senão ao nosso Senhor soberano.
Ele é o único capaz de nos saciar.
O Seu amor é infinito.
Não tem limites.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 103. À sua irmã Rebeca

   

   A paz de consciência é uma pérola de grande valor

«Fica sabendo, mamã querida,
que não desejo nada mais cá em baixo,
sou plenamente feliz,
possuo aquele grande tesouro
que em vão o mundo pode dar:
a paz de consciência,
esta pérola de tal maneira preciosa,
o bom Deus depô-la no fundo do meu coração…
não é efémera,
mas qual flor primaveril
liberta o seu delicado perfume
para as legiões do Céu…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 – 1927
Carta 125. A Pasqua Cianci, sua mãe. 08.09.1925.

   

   Tu, Jesus, és o meu Tudo!

«Tu és a minha riqueza, ó Jesus.
Tu és o meu amor.
Tu és o meu tudo.
Só a Ti eu quero.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Diário II. pgs. 62-63

   

   Entrego-me a Ti, Jesus!

«O teu átomo, Divino Coração
Dá-te a sua vida
Toda a sua paz, a sua ventura
É encantar-Te, Senhor.

Estou à tua porta
Noite e dia
A tua graça me conduz
Viva o teu amor!...

Oh! esconde a tua glória
Faz-me um doce ninho
No santo Cibório
Dia e noite.

As tuas asas, ó prodígio!
Servem-me de abrigo
Quando eu acordo Jesus,
sorris-me...

O teu olhar inflama-me
Meu único amor,
Consome a minha alma Jesus,
para sempre.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Poesia 15. O átomo do Sagrado Coração.

   

   Jesus santifica-me com a minha adesão ativa.

«O trabalho da nossa santificação
é uma obra que é assumida por Jesus.
É preciso, no entanto,
que a alma não fique inativa!
Que “queira”,
que adira
e que morra.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Cartas III. 150.

   

   Alcançar o cume.

«O monte é-me suave
com o seu cume austero…
alcançá-lo-ei guiada por Jesus…»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Pensamentos. Caderno 26. 1921-1924. pg. 350

   

   O Amor é dar-se

«Porque o amor é dar-se,
prodigalizar-se,
e quanto mais uma pessoa se deu,
menos se tem,
menos é de si mesma.»

Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) | 1925 - 1959
Pensamentos. pg. 13

   

   A Tua graça exige o meu esforço.

«Aos Ninivitas, disse o Profeta Jonas:
“Arrependei-vos e fazei penitência;
E alcançareis misericórdia.”
Mas, que penitência é esta
que Deus nos pede?
Em primeiro lugar é o sacrifício
que cada um tem de se impor a si mesmo
para deixar a vida de pecado e
enveredar por um caminho de honestidade,
de pureza, de justiça, de verdade e de amor.
Diz-nos a Sagrada Escritura
que, os Ninivitas ao ouvirem o Profeta,
reconheceram os seus pecados,
arrependeram-se, mudaram de vida,
fizeram penitência
pedindo perdão a Deus
e Nínive não foi destruída;
porque assim, alcançaram misericórdia.
É o que nós temos de fazer,
reconhecer os nossos pecados,
arrepender-nos, pedir perdão a Deus,
mudar de vida,
fazer penitência
e observar os Mandamentos da Lei de Deus,
para assim alcançarmos misericórdia.»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem. 33.

   

   Confiança

«Asseguro-lhe que não sei o que daria
para pregar ao mundo inteiro
o abandono cego nas mãos de Deus.
Acredite-me que o palpei nos meus assuntos,
pois não Lhe pedi nada
senão o que Ele quisesse e nada mais.
Disse a meu Jesus
que Ele fosse o meu Capitão.
Que ordene.
Que o seu soldado
O seguirá até à morte,
mas que sempre o ajude com a Sua graça.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 86. À Madre Angélica Teresa
Santiago, 20 de abril de 1919

   

   Amas-me porque és só Amor!

«Se não fosse atrevimento,
gostaria de Te perguntar, Jesus,
e que me respondesses:
porque me amas tanto?
Sei com certeza que me amais mais
do que eu posso amar.
É evidente que o Teu amor por mim
não tem medida.
Não duvido, nem posso duvidar
do amor infinito que me tens,
ao ver a Tua cruz,
as Tuas chagas,
o Teu Coração trespassado pela lança
e o Teu Corpo convertido
em comida e bebida para mim…»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de Hora de Oração. Oitava Semana. Domingo.

   

   Jesus é Amor e Misericórdia!

«Considero-me o mais miserável de todos os homens,
despedaçado pelas feridas,
cheio de podridão;
cometi todo o tipo de crimes
contra o meu Rei [Jesus].
Tocado por um sensato arrependimento,
declaro-Lhe todas as minhas maldades;
peço-Lhe perdão,
abandono-me nas Suas mãos
para que faça de mim o que quiser.
Este Rei, cheio de bondade e misericórdia,
longe de castigar-me,
abraça-me amorosamente,
faz-me comer à Sua mesa,
serve-me com as Suas próprias mãos,
dá-me as chaves dos Seus tesouros
e trata-me como o Seu favorito;
conversa e compraz-Se incessantemente comigo
de mil e uma maneiras,
sem sequer falar de perdoar-me
ou tirar-me os meus velhos hábitos.
Ainda que Lhe peça que me faça segundo o Seu Coração,
cada vez me vejo mais débil e mais miserável,
mas, ao mesmo tempo, mais mimado por Deus.
É assim que me considero algumas vezes
na Sua santa presença.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 - 1691
Carta 2.

   

   Amar é dar-se até ao fim.

«É conveniente saber que a alma,
depois que decide servir generosamente a Deus,
normalmente é alimentada e consolada no espírito.
Deus faz-lhe o mesmo
que uma mãe carinhosa faz ao seu filhinho:
aquece-o no seu seio,
alimenta-o com um leite delicioso
e alimentos suaves e doces,
pega nele ao colo
e enche-o de carícias.
Porém, à medida que vai crescendo,
vai-lhe retirando as carícias,
escondendo-lhe a ternura do seu amor;
no doce peito coloca o amargo aloés,
coloca-o no chão
e obriga-o a andar pelo seu próprio pé
para que, abandonando as coisas de criança,
se entregue a outras maiores e substanciais.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
I Noite Escura. 1, 2.

   

   A morada de Deus somos nós!

«”Se alguém me ama,
guardará a minha palavra,
e meu Pai amá-lo-á
e viremos a ele,
e faremos nele a nossa morada”.
Eis o Mestre que nos manifesta uma vez mais
o desejo de habitar em nós.
“Se alguém me ama”!
O amor,
eis o que atrai,
o que arrasta Deus até à sua criatura:
não um amor feito de sensibilidade,
mas este amor
“forte como a morte
e que as águas imensas não podem extinguir”.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
O Céu na terra. 9.

   

   Quando Deus quer algo, infunde a coragem.

«Tu conheces bem a minha natureza,
quando Deus me chama,
não há obstáculo,
por desagradável e terrível que seja,
que não ultrapasse.
E, além disso,
quando Deus prega e fala em mim e por mim,
a palavra de Deus me salvará
e confortará.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Carta 54

   

   Pão vivo, Mistério Sagrado!

«Pão vivo, Pão do Céu, divina Eucaristia
Ó Mistério sagrado! que o Amor produziu...
Vem habitar no meu coração, Jesus, minha Hóstia branca
Somente por hoje.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Poesia 5. O Meu Canto de Hoje.

   

   Passar por cima de tudo para Te ser fiel.

«A maneira de Vos ser fiel,
ó meu Deus,
será a de ter todo o empenho
em corresponder fielmente
às Vossas santas inspirações
contra qualquer repugnância da natureza
[repugnâncias naturais]
ou qualquer sugestão do inimigo
[o demónio],
porque meu Deus, como bem sabeis,
encontro-me num estado
no qual tenho uma grande necessidade
da Vossa especial ajuda.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 - 1770
Escritos Vários. 7

   

   O Espírito empurra-nos a fazer o que devemos

«Agora não tem senão
que se deixar guiar e levar pelo Espírito de Deus
que sensivelmente o está a empurrar,
e o faz ter a cada momento
a consciência de fazer o que deve.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
Ciência da Cruz.

   

   Descestes em Fátima, terra pobre e humilde.

«[…] Desde todo o sempre,
ainda o mundo não existia,
já o Senhor tinha presente
aquele lugar inóspito[Fátima],
que só por Ele podia ser escolhido
para casa de Deus e arca da aliança,
entre Deus e os homens de boa vontade.
Como disseram os Anjos
no nascimento de Jesus Cristo:
“Paz na terra aos homens de boa vontade.”
Se houvesse de ser escolhido pelos homens,
teria sido o primeiro a ser rejeitado.»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem, 10-11

   

   Bom Pastor

«A alegoria do Bom Pastor
é uma das mais tocantes,
sobretudo porque nos revela
as profundidades de Cristo Jesus.
Ele é o nosso Mestre,
o nosso caminho,
a via por onde nós devemos caminhar.»

Beato Pe. Eugénio Maria do Menino Jesus | 1894 – 1967
Homilias e Conferências. 24.04.1966

   

   Clareza, simplicidade, abertura de coração.

«A clareza, a simplicidade,
o confidenciar as [nossas faltas],
quebram os laços do demónio,
que de tudo se serve
para agitar,
perturbar
e fazer exasperar.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Práticas de Piedade. pg 11

   

   Ser fiel a Jesus

«Não Lhe negues nada [a Jesus]
de quanto te pede…
tudo darás com amor…
Coragem, dentro de uma hora
o teu barquinho estará no porto…
como serás feliz
se confiares os remos a Jesus…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 - 1927
Carta 114. A Domenichina Fracasso, sua irmã. 03.08.1925.

   

   Dar a vida pelos irmãos.

«Um zelo ardente pela salvação das almas
e a necessidade de se imolar por elas,
são sinais seguros do amor divino
que te queima o coração.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Novenas, Pensamentos e Poesias. 22

   

   Ressuscitar é fazer a Tua vontade

«Antigamente,
parecia-me que Deus daria às almas
que se entregavam a Ele,
as alegrias e as doçuras da oração
e que só para as sentir
era motivo para uma pessoa
se encerrar num convento.
Mas hoje compreendo que isso
não é procurar a Deus,
mas a si mesmo;
e preparo-me,
não para regalos,
mas para securas e abandonos,
numa palavra,
preparo-me para cumprir a vontade de Deus.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 86. À Madre Angélica Teresa. 20 de abril de 1919

   

   O Espírito Santo o ajudará

«O Espírito Santo o ajudará
não só no trabalho
mas também a vencer as novas crises
que podem surgir facilmente.
Nenhuma obra espiritual pode vir à luz
sem as amargas dores da maternidade.
Põe em tensão tudo o que há no homem
e é impossível mantermo-nos assim.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
Carta 16-05-1941

   

   É bom reconhecer-se pobre e pequeno.

«É bom que sintamos a tempestade,
que sintamos a nossa fraqueza
e a nossa pobreza.»

Beato Pe. Eugénio Maria do Menino Jesus | 1894 - 1967
Homilias e Conferências. 30.01.1966

   

   Jesus, és o Oceano em que me perco

«S. Paulo diz que nós somos o templo de Deus,
sim, mas mais do que isso,
Deus é o nosso templo
onde nos encontramos submergidos
no Ser Imenso de Deus
que tudo vê,
tudo penetra,
a tudo dá o ser e vida.
Como um peixe não vive sem água,
Nós não vivemos sem Deus.
Deus é o grande Oceano
onde habitamos,
nos movemos
respirando a aragem do sopro Divino
com que Deus nos beneficia a cada instante.
É nesse mar que eu vivo,
aí me submergi
e nunca mais daí saí.»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem. 17

   

   Obrigado, Senhor, pelo Teu Amor!

«Obrigado, Senhor,
pelo amor infinito que me demonstraste!
Amaste-me desde toda a eternidade.
Deste-me o ser pessoa,
o poder conhecer,
compreender,
querer,
amar…
E, por cima de todo o dom,
Te deste a Ti mesmo em dom,
para que eu Te conheça e Te ame,
para que possa experimentar o Teu amor!
Concede-me a graça de viver e morrer nesse amor!
Que tudo em mim seja reflexo desse amor
que Tu, Senhor, derramaste no meu coração
por meio do Espírito;
que esse amor seja a fonte
do meu amor a todos os irmãos
e penhor seguro da minha felicidade eterna.
Amen»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de Hora de Oração. Oitava Semana. Terça feira

   

   A Tua ressurreição abre-me o caminho da paz

«Se queremos desfrutar
a paz do Paraíso nesta vida,
devemos acostumar-nos a uma conversação familiar,
humilde e amorosa com Deus.
Devemos evitar que as nossas mentes
se desviem à menor ocasião.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 - 1691
Carta 15

   

   Ressuscitar para Te agradar.

«Quando começares a oração,
prepara-te com um ato de união.
É uma coisa muito simples.
É querer o que Deus quer
e não querer o que Ele não quer.
É abrir- Lhe o coração
e oferecer-se
e dispor-se a quanto exija de ti.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Carta 42. A Joana Gracias. 19 de novembro de 1857

   

   S. José Operário

«Colocando-se diante da imagem de S. José […]
entendam os ricos quais são os bens
que devem procurar
e com todas as forças alcançar.
Os operários […]
a José devem com direito dirigir-se
e dele tomar os exemplos a imitar.
Poder-se-á exortar com mais eficácia […]
todas as classes da sociedade,
para se dirigirem a S. José
com a segurança de alcançar remédio?
Oh! Dirijamo-nos a S. José,
e ele remediará todas as nossas necessidades!
A nossa saúde está nas suas mãos.»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
O Devoto Josefino. Terceiro dia

   

   Desapega-me de mim para me unir a Ti!

« Oh! Senhor […]
porque não quisestes que,
em se determinando uma alma a amar-Vos
fazendo quanto pode no deixar tudo
para melhor se empregar neste amor de Deus,
ela logo gozasse ao subir à posse deste amor perfeito?
Disse mal: deveria ter dito e queixar-me
por nós não querermos,
pois toda a culpa é nossa
de não se gozar logo de tão grande dignidade.
Pois, em se chegando a ter
este verdadeiro amor de Deus com perfeição,
ele traz consigo todos os bens.
Fazemo-nos, no entanto, tão difíceis
e somos tão tardios em nos darmos de todo a Deus
que, como Sua Majestade não quer que gozemos
de coisa tão preciosa
senão a grande preço,
não acabamos de nos dispor. […]
Se fizéssemos o que podemos
em não nos apegarmos às coisas [da terra],
e todo o nosso cuidado e trato fosse no Céu,
creio sem dúvida que, muito em breve
se nos daria este bem, se, em breve,
de todo nos dispuséssemos,
como alguns santos o fizeram.
Mas, parecendo-nos que damos tudo,
oferecemos a Deus a renda e os frutos
e ficamo-nos com a raiz e a posse.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Livro da Vida. 11

   

   Ressuscita-se como Jesus… de noite.

«Em uma noite escura,
Com ânsias, em amores inflamada,
Oh ditosa ventura!
Saí sem ser notada,
Estando a minha casa sossegada.

A alma descreve nesta […] canção
a maneira como saiu de si própria
e de todas as coisas no que se refere à afeição.
Por uma verdadeira renúncia
morreu a tudo e a si mesma
a fim de viver com Deus uma doce e suave vida de amor.
[…] Esta saída só foi possível, diz ela,
graças à força e à veemência do amor
que o seu Esposo lhe deu
nessa escura contemplação.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
I Noite, Prólogo

   

   Toda entregue!

«Todo o meu afã está em trabalhar
até cair rendida,
como em algumas noites,
até esgotar as forças
pela glória de Deus
e a salvação das almas.»

Maria Felícia de Jesus Sacramentado (Chiquitunga) | 1925 - 1959
Pensamentos. Pg. 19

   

   Procurar ardentemente o Senhor!

«Senhor,
Tu pedes-me o sacrifício
da Tua presença,;
mas não Vo-lo posso consentir.
Faz-me sofrer tudo o que quiseres,
mas não me deixes sem Ti.
Meu Deus, não posso mais.
O meu coração desfalece.
Olha, a minha alma definha,
o meu coração suspira;
vem depressa, Senhor, até mim,
não posso viver sem Ti.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Elevações Espirituais. 25

   

   A força da Tua Ressurreição!

«Senhor,
como é fácil desejar a Vossa vontade
e quão difícil é cumpri-la.
Recordo-me por experiência
que a alma,
não obstante desejar libertar-se rapidamente
para Vos encontrar,
não pode elevar-se um palmo da terra
sem combater asperamente
contra os mil obstáculos,
que no entanto desejaria romper.
Felizes aqueles
a quem Vós dais a graça de vencer a natureza.
Felizes aqueles
a quem Vós dais a força para cumprir a Vossa vontade.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Autobiografia, pgs. 298-299.

   

   A fé é um caminho no abismo que é Cristo

«Pensar e escudrinhar o que o Senhor passou por nós
move-nos à compaixão,
e é saborosa esta pena
e as lágrimas que procedem daqui,
e de pensar a glória que esperamos
e o amor que o Senhor nos teve
e a sua ressurreição move-nos ao gozo.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Vida 12,1

   

   O Dom da Tua Páscoa és Tu!

«Ele era o autêntico Cordeiro Pascal,
em cujo nome o Anjo exterminador
passou diante da casa dos Hebreus,
quando castigou os Egípcios.
O mesmo Senhor deu a entender isto aos discípulos,
quando comia com eles o Cordeiro Pascal
e Se lhes ofereceu como alimento.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
Obras.

   

   Quem Te procura, encontra-Te, Jesus!

«Procurando Jesus, debruçava-se a chorar
Os anjos queriam suavizar a sua pena
Mas nada podia acalmar-lhe a dor.
Não éreis vós, luminosos arcanjos
Que esta alma ardente vinha procurar!
Ela queria ver o Senhor dos anjos
Tomá-l’O nos braços, levá-l’O para longe…
Junto do túmulo, ficou a última
E tinha vindo antes de amanhecer
O seu Deus veio também, velando a sua luz
Maria não podia vencê-l’O em amor!
Mostrando-lhe primeiro a Face Bendita
Em breve uma só palavra brotou-Lhe do coração
Murmurando o nome tão doce de: Maria
Jesus restituiu-lhe a paz, a felicidade.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Poesia 23. Ao Sagrado Coração de Jesus.

   

   Jesus glorioso!

«Se todas as vezes
– por condição da natureza ou enfermidades –
não se pode pensar na Paixão por ser penoso,
quem nos impede de estar com Ele
depois de ressuscitado,
pois tão perto O temos no Sacramento,
onde já está glorificado? […]
Ei-Lo pois aqui sem dor,
cheio de glória,
dando força a uns, animando a outros,
antes que subisse aos Céus,
companheiro nosso no Santíssimo Sacramento,
que parece não estava na Sua mão
apartar-se de nós um só momento!»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Livro da Vida. 22, 5

   

   Ressuscitou! Aleluia!

«No dia de hoje fiquei inteiramente tomada
pela Epístola e pelo Evangelho desta manhã
que falava de eternidade e da ressurreição.
Como são solenes as palavras:
“Eu sou a ressurreição e a Vida”.
Jesus, só de Ti quero viver,
para ressuscitar conTigo,
para viver sempre conTigo.
Sou toda Tua.
Assim seja para sempre,
por toda a eternidade!

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Diário II. pg. 91

   

   O Espírito Santo ama-te

«Faz o que está em teu poder
e deixa-Me a Mim agir
e não te inquietes com nada;
goza do bem que te foi dado,
que é muito grande:
Meu Pai se deleita contigo
e o Espírito Santo te ama».

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Relações 13

   

   Ser templo a Trindade

«O que me dizeis
a propósito do meu nome
consola-me;
gosto tanto dele,
é mesmo a minha inteira vocação;
e ao pensar nisso
a minha alma é transportada,
sob a grandiosa visão do Mistério dos mistérios,
nessa Trindade que,
desde aqui em baixo,
é nossa clausura,
nossa morada,
o Infinito em que nos podemos mover
através de tudo.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 185. Ao Abade Chevignard. 28 de Novembro de 1903

   

   Alma apaixonada

«Esta alma apaixonada
procura-O [ao Senhor]
mais avidamente do que ao dinheiro,
pois abandonou tudo
e a si mesma
por causa d’Ele.
Parece que Deus respondeu
a tão ardentes rogos
com alguma Sua presença espiritual;
por meio dela,
mostrou-lhe alguns reflexos profundos
da Sua divindade e formosura,
aumentando-lhe ainda mais a chama
e o desejo de O ver.
Assim como se costuma deitar água nas brasas
para incandescer e atear mais o fogo,
assim faz o Senhor com algumas destas almas
que andam com esses calores de amor;
mostrando-lhes alguma majestade,
aumenta-lhes o fervor
e vai preparando-as para as mercês
que depois lhe aprouver fazer.
Por meio dessa escura presença,
a alma vislumbrou e sentiu o sumo Bem
e a formosura que esconde
e, morrendo de desejos por vê-la,
diz a seguinte canção:

Mostra a Tua presença,
Matem-me Tua vista e formosura;
Pois olha que a doença
De amor, jamais se cura,
Senão com a Presença e a Figura.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 11, 1

   

   Fé

«Não é a grandeza Dele que diminui
se vós não tendes fé,
mas sim a vossa miséria que aumenta.»

Beata Josefina de Jesus Crucificado | 1894 – 1948
Escritos Vários

   

   Caminhar segundo a Palavra

«Caminhe segundo a palavra
que Ele lhe anuncia
no segredo do seu coração
e viverá eternamente.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Carta 1, 2

   

   Raios de luz

«O mundo espiritual
está governado pela graça...,
Deus não é majestade distante…
mas amor que se comunica;
não temos de nos limitar a uma pátria terrena,
mas à «pátria eterna»;
todos os cristãos estão chamados à união com Deus;
tendo Deus,
“em nenhum lugar do mundo
nada nos faltará.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
A procura da Verdade - p 182.

   

   A fé “vê” o Senhor!

«Estando um dia em oração,
quis o Senhor mostrar-me só as mãos
com tão grandíssima formosura,
que não o poderia eu encarecer.
Causou-me isto grande temor,
porque qualquer novidade
faz com que eu o tenha grande [temor]
nos princípios de qualquer mercê sobrenatural
que o Senhor me faça.
Poucos dias depois,
vi também aquele divino rosto
que de todo, me parece, me deixou absorta.
Não podia eu entender
porque era que o Senhor se mostrava assim
pouco a pouco,
visto que depois me havia de fazer mercê
de que O visse de todo,
até compreender que o Senhor
me ia levando conforme a minha fraqueza natural.
Seja bendito para sempre,
porque tanta glória junta,
uma criatura tão baixa e ruim
não a poderia suportar
e, como quem isto sabia,
ia o piedoso Senhor dispondo.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Livro da Vida. 28, 1

   

   Maria eleva-nos da terra ao Céu.

«Por certo,
Ela [Nossa Senhora]
veio por ordem de Deus,
para cumprir mais uma missão,
da qual Ele quis encarrega-La,
trazer-nos uma Mensagem de fé,
de esperança
e de amor.
Oh, não fosse Ela a Mãe do Belo amor,
da esperança,
da confiança,
o refúgio dos pecadores,
a porta do Céu,
a Mãe do povo de Deus!
Que grande exemplo Ela aqui nos dá,
essa humildade que atrai o olhar de Deus,
cativa o amor do Seu Coração de Pai,
e a misericórdia da Sua infinita Bondade.
Assim, Ela é o primeiro
da grande cadeia dos eleitos,
que se eleva da terra ao Céu,
Arca da aliança,
porta do Céu.»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem. pg. 31

   

   Humildade

«A alma
ganha mais no exercício da humildade
do que exercitando-se nas outras virtudes.
Convém, no entanto,
que esse exercício não seja só de palavras,
mas que se manifeste nos atos
e mais ainda no saber suportar
as humilhações.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Novenas, Pensamentos e Poesias. 22

   

   Jesus ressuscitado, sê a minha consolação!

«Jesus ressuscitado,
sê a minha consolação
nos momentos de desânimo,
e a minha esperança
quando tenho medo.
Que eu sinta a Tua Presença
sempre que a dúvida me assalte,
a Tua Palavra
quando caia sobre mim o silêncio
da minha própria consciência
desconcertada pelo pecado que há em mim…
Dá-me a Tua paz, Senhor,
a paz que o mundo não pode dar,
porque é a que Tu conquistaste
com a Tua morte e ressurreição,
e é dom do Teu Espírito.
Deixa-me que me aproxime de Ti
e toque, se for necessário,
as Tuas Chagas, como Tomé,
e me debruce sobre o Teu sepulcro vazio,
como Pedro,
a fim de que creia
e dê testemunho de que Tu estás vivo
e reinas pelos séculos dos séculos.
Amen.»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de Hora de Oração. Sétima Semana.

   

   Tratar com Deus

«Não é necessário
estar todo o dia na igreja
para estar com Deus;
podemos fazer do nosso coração um oratório,
no qual nos retiramos de tempos a tempos
para tratarmos com Ele,
doce, humilde e amorosamente.
Toda a gente é capaz
destes encontros familiares com Deus,
uns mais, outros menos:
Ele sabe o que podemos.
Comecemos,
talvez Ele não espere mais de nós
do que uma generosa resolução.»

Frei Lourenço da Ressurreição.
Carta 9. A uma senhora. 1689.

   

   O Senhor deixa-Se encontrar nas ações mais banais.

«Como o Senhor é sapiente e bom
ao deixar-Se encontrar pela alma
nas ações mais distrativas,
às vezes deixar-Se encontrar mais
do que na própria oração.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 - 1770
Processo Ordinário (Pe. Ildefonso). 36

   

   A humildade dá poder ao Senhor sobre mim

«A humildade
dá poder ao Senhor
para operar em ti,
para te trabalhar…»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Escritos Vários. pg.19

   

   ConTigo ressuscitado, a cruz é uma amiga.

«Somos mendigos e necessitados,
e não há ninguém tão justo,
que tenha dinheiro para comprar a vida eterna,
que por certo não se dá de graça,
mas a preço de lágrimas e gemidos se alcança:
pois quem nos dá a ocasião de gemer,
quem nos enche as mãos de penas,
quem com a vara do rigor fere a pedra
para que saiam fontes de lágrimas,
não é razão que os tenhamos por inimigos.
Não sabeis que é necessário que se lavrem cá as pedras
por mãos dos artífices,
para que se assentem no soberano edifício?»

Madre Maria de S. José | 1548 - 1603
Carta de uma pobre e presa Descalça. Lisboa 1593

   

   Jesus, ensinaste-me a chamar Pai a Deus.

«Senhor Jesus,
que me ensinaste a chamar Pai a Deus,
como Tu,
porque me revelaste que sou filho no Filho:
lanço-me nos Teus braços de Pai
com toda a confiança!
Se, por desgraça, me afastar de Ti,
atrai-me de novo
e recebe-me na Tua Casa,
de braços abertos como o pai do filho pródigo.
Confiado no Teu amor paternal,
farei da minha vida um contínuo ato de confiança
no Teu amor providente,
sabendo que toda a minha vida
está nas Tuas mãos,
que nada me pode acontecer
que não passe pela Tua vontade
e o Teu amor de Pai!»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de Hora de Oração. Oitava semana.

   

   Deixas-Te encontrar pelos que têm sede de Ti, Senhor!

«Saiba-se que o Esposo amoroso das almas
não as pode ver sofrer muito tempo sozinhas,
como acontece com esta
de quem temos vindo a falar.
Pois, como Ele diz por Zacarias,
os seus lamentos e penas
tocam a menina dos seus olhos (Zc 2, 8),
sobretudo quando os sofrimentos de tais almas são,
como esta,
por causa do Seu amor.
Por isso, também diz por Isaías:
Antes que eles Me chamem, Eu lhes responderei;
estando eles ainda a falar, Eu os atenderei (Is 65, 24).
E se a alma O procurar como ao dinheiro,
diz o Sábio,
encontrá-l’O-á (Pr 2, 4).»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 11, 1

   

   A miséria é um degrau para chegar a Ti.

«Ó meu Jesus!
Que vais responder a todas as minhas loucuras?...
Haverá uma alma mais pequena,
mais impotente que a minha?...
No entanto,
precisamente por causa da minha fraqueza,
aprouve-Te, Senhor,
satisfazer os meus pequenos desejos infantis,
e Tu queres hoje satisfazer outros desejos
maiores do que o universo...»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Manuscrito B. 3rº.

   

   A caridade cura!

«Em vez de voltar a abrir uma ferida
e de lhe deitar vinagre,
devíamos, ao contrário,
suavizá-la e fechá-la com o azeite da caridade,
e depois reparar a falta do nosso irmão
com um amor e fidelidade a Deus
ainda maiores da nossa parte.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Pensées de Marie de Jesus Crucifié, de Fr. Denis Buzy, scj

   

   Amar é estar ao serviço de Deus.

«Tudo,
até as mais pequenas coisas,
devem ser bem-feitas,
uma vez que tudo
é para o serviço do nosso grande Deus.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Novenas, Pensamentos e Poesias. 47

   

   Rezar com o trabalho

«Há outra forma de oração,
que devemos oferecer a Deus,
juntamente com a nossa oração vocal:
é a “oração do nosso trabalho”,
do desempenho de todos os nossos deveres de estado,
com espírito de humilde submissão a Deus,
porque foi Ele quem nos impôs a lei do trabalho.
Devemos fazê-lo com amor e com fidelidade para com Deus
e para com o próximo;
assim, as nossas ocupações de cada dia,
na aparência talvez insignificantes,
oferecidas a Deus, serão uma oração de louvor,
de agradecimento, de penitência e de súplica.»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Apelos da Mensagem de Fátima, cap. 8

   

   Que o amor de Deus me mova.

«O amor de Deus
mova sempre os nossos passos,
as nossas palavras,
obras e pensamentos;
se o Seu amor triunfar assim nas nossas almas,
tudo nos será fácil
e far-nos-emos santos.»

Santa Teresa Margarida de Redi | 1747 - 1770
Bilhetes à Irmã Teresa Crucificada de Jesus. 15

   

   Tu, ó Deus, és nosso Pai

«Oh! Senhor meu,
como pareceis Pai de tal Filho
e como Vosso Filho parece Filho de tal Pai!
Bendito sejais para todo o sempre!
Ó Filho de Deus e Senhor meu!
Como dais tantos bens juntos logo à primeira palavra [“Pai”]?
Já que Vós mesmo Vos humilhais em tão grande extremo
até juntar-Vos connosco a pedir,
e a fazer-Vos irmão de coisa tão baixa e miserável,
como é que ainda nos dais, em nome do Vosso Pai,
tudo o que se pode dar, pois quereis nos tenha por filhos,
e a Vossa palavra não pode faltar?
Assim O obrigais a cumpri-la,
o que não é pequeno encargo,
pois, sendo Pai, nos há-de sofrer,
por graves que sejam as ofensas.
Se tornamos a Ele como filho pródigo
terá de perdoar, de nos consolar em nossos trabalhos,
de nos sustentar como fará um Pai,
que forçosamente há-de ser melhor
que todos os pais do mundo
porque n’Ele não pode haver senão a perfeição de todo o bem
e, depois de tudo isto,
fazer-nos participantes e herdeiros convosco.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Caminho de Perfeição 27,1-2

   

   Sacrificarmo-nos em união com Jesus vivo!

«Sacrifiquemo-nos pelas almas,
ao lado de Jesus.
Tanto tu, no mundo,
como eu, na minha pobre cela,
podemos fazer
com que o Sangue de Nosso Senhor
não se perca.
Eu bem sei que tu fazes todo o bem
que está ao teu alcance;
mas é necessário atuar
juntamente com Ele,
não O deixar só,
pois Ele já nos disse
que procurou consoladores
e não os encontrou.
Assim, convido-te Carmen,
a entrares no Divino Coração.
Ali vivo submergida,
respirando só o divino
e consumindo as minhas muitas misérias
no fogo do Seu Amor.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 105. A Carmen De Castro Ortúzar, maio de 1919

   

   Amar o próximo é a prova que amamos a Deus!

«Se sinceramente amamos o próximo,
quaisquer que sejam os seus defeitos
e os seus erros,
é verdadeiro e forte
o amor de Deus em nós.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Novenas, Pensamentos e Poesias. 46

   

   Príncipe da Paz

«Deus é príncipe da paz
e não habita senão em corações
unidos pelo amor.»

Beato Francisco Palau | 1811 - 1872
Carta 7

   

   Gozo com o tempo pascal

«Cada dia gozo mais
com o facto de que o tempo pascal
se prolongue tanto
para que possamos receber mais abundantemente
as suas inesgotáveis riquezas.
É a época do ano litúrgico
em que o céu está mais perto.
As árvores em flor
e os arbustos brotando nos nossos jardins
estão inseparavelmente unidos para mim
com os grandes dias de graça da minha vida.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Carta de 19-04-1936.

   

   Aplicar a inteligência em amar-Te e conhecer-Te!

«Nós não poderemos
usar melhor a nossa inteligência
do que reconhecendo Deus,
do que penetrando o mistério de Deus.»

Beato Pe. Eugénio-Maria do Menino Jesus | 1894 - 1967
Homilias e Conferências. 19.01.1966

   

   Viver ressuscitado!

«Vou contentar-me em seguir Jesus
na Sua via dolorosa,
vou pendurar a minha harpa nos salgueiros
que estão nas margens dos rios de Babilónia...
Mas depois da Ressurreição
pegarei de novo na minha harpa,
esquecendo por um momento
que estou desterrada;
contigo cantarei a dita de servir a Jesus
e de habitar na Sua casa,
a dita de ser Sua esposa
no tempo e na eternidade!...»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Carta 175. À Irmã Teresa Dositeia (Leónia, sua irmã)

   

   Jesus é minha esperança!

«Jesus ressuscitado,
sê a minha consolação
nos momentos de desânimo,
e a minha esperança
quando tenho medo.
Que eu sinta a Tua presença
sempre que a dúvida me assalte,
a Tua Palavra,
quando cair sobre mim o silêncio
da minha própria consciência
desconcertada pelo pecado que há em mim…
Dá-me a Tua paz, Senhor,
a paz que o mundo não pode dar,
porque é a que Tu conquistaste
com a Tua Morte e Ressurreição,
e é dom do Teu Espírito.
Deixa-me que me aproxime de Ti
e toque, se for necessário, as Tuas Chagas, como Tomé,
e me debruce sobre o Teu sepulcro vazio, como Pedro,
a fim de que creia e dê testemunho
de que Tu estás vivo
e reinas pelos séculos dos séculos.
Amen.»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de Hora de Oração. Sétima Semana.

   

   O Amor é tudo!

«O amor é que nos purifica,
nos dignifica,
nos santifica
e vivifica
comunicando-nos a vida de Deus,
como nos diz Jesus Cristo no Seu Evangelho:
“Aquele que tem os Meus mandamentos
e os guarda,
esse é que é quem Me ama
e aquele que Me ama
será amado por Meu Pai,
e Eu amá-lo-ei
e manifestar-me-ei a ele…
Meu Pai amá-lo-á
e viremos a ele e faremos nele morada.”»

Serva de Deus Irmã Lúcia de Jesus | 1907 - 2005
Como vejo a Mensagem. pg. 58

   

   O Espírito Santo faz crescer no amor.

«Qualquer pessoa,
Que viva no mundo ou seja religiosa,
que tenha devoção ao Espírito Santo
e que O invoca,
não morrerá no erro.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Pensées de Marie de Jesus Crucifié, de Fr. Denis Buzy

   

   Estar na Presença do Ressuscitado

«Praticai-a [a presença de Deus] fortemente
nos vossos velhos dias,
vale mais tarde
do que nunca.»

Frei Lourenço da Ressurreição | 1614 - 1691.
Carta 4. A uma religiosa. 3 de novembro de 1685.

   

   Viver seguindo-Te.

«A carmelita sobe ao Calvário,
aí se imola pelas almas.
O amor crucifica-a,
morre para si mesma
e para o mundo.
Sepulta-se,
e o seu sepulcro é o Coração de Jesus;
de aí ressuscita,
renasce para uma nova vida
e vive espiritualmente unida ao mundo inteiro.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 192
Diário.58. Vida da Carmelita. Resoluções. Novembro de 1919

   

   O Céu na terra

«[…] Começo já o meu Céu na terra,
mas por vezes gostaria de espreitar
do outro lado para o ver, a Ele…
para amá-Lo e me perder no Seu Infinito.
Oh, minha Framboesa,
tu que tens um coração tão ardente,
não compreendes o que é isto do amor,
quando se trata d’Aquele que tanto nos amou?
Se soubesses como Ele te ama,
e como eu te amo também!...»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 182. A Francisca de Sourdon.
21 de Novembro de 1903

   

   A Pomba de Fogo

«O Senhor mostrou-me tudo.
Vi a Pomba de Fogo.
Voltai-vos para a Pomba de Fogo,
para o Espírito Santo,
fonte de todo o bem.»

Santa Maria de Jesus Crucificado | 1846 - 1878
Pensées de Marie de Jesus Crucifié, de Fr. Denis Buzy, scj

   

   Jesus vivo em mim!

«A tua alegria deve ser Jesus vivo em ti.
Pensa que a tua alma
possuiu Aquele que é o repouso na fadiga,
alívio no abatimento,
frescura nos ardores,
conforto no pranto e nas dores.»

Beata Maria Josefina de Jesus Crucificado | 1894 - 1948
Pensamentos sobre imagens I. 113. pg 36

   

   Aceder ao Céu que há em mim, é ressuscitar!

«Imergir-se em Deus:
é uma necessidade absoluta
para o meu coração,
para poder viver com Jesus
no íntimo da alma.»

Beata Maria Cândida da Eucaristia | 1884 - 1949
Primeiros passos da subida. 73

   

   A Força do Amor venceu

«Ele vem como Filho do pecado,
assim no-lo demonstra o Antigo Testamento,
e procura a companhia dos pecadores
para tomar sobre si todos os pecados do mundo
e levá-los consigo ao madeiro ignominioso da Cruz,
que assim se converteu no sinal da sua vitória.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Edite Stein, Elevação da Cruz.

   

   A ressurreição infunde em nós um imenso gozo

«Pensar e esquadrinhar
o que o Senhor passou por nós,
move-nos à compaixão
e é saborosa esta pena
e as lágrimas que daqui procedem.
Pensar na glória que esperamos
e no amor que o Senhor nos teve
e na Sua ressurreição,
infunde em nós um gozo
que nem é de todo espiritual nem sensível,
mas sim gozo virtuoso,
e pena muito meritória.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Livro da Vida, 12. 1

   

   Somos verdadeiros filhos de Deus

«[Deus] quis que o homem
participasse da Sua divindade,
por Seu Filho Jesus Cristo,
dotando-o de uma vida superior,
sobrenatural, gratuita,
que lhe permita gozar da filiação divina.
De tal maneira que
não só podemos chamar Pai a Deus,
como somos seus verdadeiros filhos.
Este modo que Deus tem
de amar os homens,
comunicando-lhes a Sua mesma natureza,
tornando-os participantes do Seu amor infinito,
pelo Espírito,
fazendo-os filhos de Deus em Cristo
e co-herdeiros com Ele da Sua glória,
nunca poderíamos tê-lo conhecido
se Ele não no-lo tivesse revelado em Jesus.
É o próprio Deus que nos revelou o Seu amor,
comunicando-se connosco.»

Santo Henrique de Ossó | 1840 - 1896
Quarto de hora de oração. Oitava semana

   

   A fé na Ressurreição

«Não chores mais, anjo do Deus Salvador
Venho do Céu para consolar o teu coração.
Este fraco Menino
Um dia será poderoso Ressuscitará
Para sempre reinará!...
Ó Deus oculto sob os traços de um Menino!
Vejo-Te resplandecente
E já triunfante!...
Levantarei a pedra do túmulo
E contemplando o teu rosto tão belo
Cantarei
E alegrar-me-ei
Vendo-Te com os meus olhos
Ressuscitar glorioso!...»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Representação Piedosa. 2

   

   Encarnação do Verbo

«A Redenção foi decidida
no eterno silêncio da Vida divina
e no escondimento
da tranquila casa de Nazaré;
a virtude do Espírito Santo
cobriu a Virgem,
enquanto Ela rezava, só,
e operou a Incarnação do Redentor.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
A oração da Igreja. 61

   

   A corrente que se comunica

«A corrente que se comunica à alma
transborda desde o mais íntimo de si às potências.
Entende-se claramente que há no interior
um sol de onde procede uma grande luz
que é enviada às potências,
desde o interior da alma.
Ela não sai daquele centro
nem perde a paz».

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 – 1942
Edite Stein, O Castelo da Alma – Obras Selectas.

   

   Deixar brilhar a chama da Páscoa no coração.

«Minha Madre venerada,
quereria fazer chegar à sua alma eleita
um eco da felicidade
com que me encheu o Senhor
no momento solene em que a capa,
cobrindo-me,
me escondia de todo o olhar humano…
Então, tive o mundo inteiro presente…
depus todas as almas no Coração do bom Deus…
pedia a Jesus um número infinito de Sacerdotes
e de Religiosos Santos…
em silêncio disse tudo a Jesus,
e Ele só podia compreender-me…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 – 1927
Carta 68. À Madre Angélica. 11.02.1925.

   

   Fé é um caminho no abismo que é Cristo

«Pensar e escudrinhar
o que o Senhor passou por nós
move-nos à compaixão,
e é saborosa esta pena
e as lágrimas que procedem daqui,
e de pensar a glória que esperamos
e o amor que o Senhor nos teve
e a sua ressurreição
move-nos ao gozo.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Vida 12,1

   

   A Cruz conduz à alegria da ressurreição!

«[Jesus] disse-me
que tinha subido ao Calvário
e Se tinha deitado na Cruz com alegria
pela salvação dos homens.
Disse-me:
"Acaso não és tu aquela que Me procura
e se quer parecer coMigo?
Por isso vem a Mim
e toma a cruz com amor e alegria”».

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 15

   

   Vestiu-nos de formosura e dignidade

«Segundo S. Paulo,
o Filho de Deus
é resplendor da Sua glória
e imagem da Sua substância.
É conveniente, portanto, saber
que Deus,
com a única imagem de Seu Filho,
olhou para todas as coisas,
isto é, deu-lhes o ser natural,
comunicando-lhes muitas graças e dons naturais,
deixando-as terminadas e perfeitas,
segundo as palavras do Génesis:
Deus viu todas as coisas que havia feito,
e eram muito boas.»

   

   A minha maior alegria

«A minha maior alegria
é a esperança da claridade futura.
A fé do Apocalipse
deve transmitir-nos maior firmeza
quando o que vemos exteriormente,
em nós e nos outros,
nos pode tirar o alento.»

Santa Teresa Benedita da Cruz (Edith Stein) | 1891 - 1942
Carta 16 de Maio de 1941.

   

   Procuro-Te, como a Madalena.

«Como o paladar da sua vontade
anda tocado e deliciado
com este manjar do amor de Deus,
em qualquer coisa ou ocasião
que se lhe apresenta,
a vontade começa imediatamente
a procurar o seu Amado,
gozando com isso
e sem fazer caso de outros gostos ou atenções.
Foi o que fez Maria Madalena
quando, com amor ardente,
andava à procura d’Ele no horto;
pensando que fosse o jardineiro,
sem qualquer outra razão ou acordo,
disse-lhe: “Se foste tu que O levaste,
diz-me onde O puseste e eu irei buscá-l’O”.
Esta mesma ânsia de O encontrar
em todas as coisas
traz aqui a alma;
mas, como não O encontra tão depressa
quanto deseja,
antes pelo contrário,
não só não lhes tem gosto,
como ainda lhe causam tormento,
que, por vezes, é bem grande.
Estas almas sofrem muito
quando se relacionam com pessoas ou outros coisas,
porque mais estorvam do que ajudam à sua pretensão.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 10, 2

   

   Que claridade e formosura a do Ressuscitado!

«Se estais alegres,
vede-O ressuscitado:
só o imaginar como saiu do sepulcro vos alegrará.
Com quanta claridade e com que formosura!
Que majestade!
Quão vitorioso e alegre!
Como quem se saiu tão bem da batalha
onde ganhou um tão grande reino,
o qual quer todo para vós
e a Si mesmo com ele.
Será, pois, muito que,
a Quem tanto vos dá,
volvais uma vez os olhos a fitá-l’O?»

Santa Teresa de Jesus | 1515 – 1582
Caminho de Perfeição. 26, 4