No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa realiza-se a obra da Redenção. No diálogo silencioso do coraç...

Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada, o meu Templo, a vida da minha vida e o Ser do meu ser, sem Ele nã...

Amar a pobreza e a pequenez

 

«A sua Elias está bem longe
de desejar o que brilha,
não ama senão a sua pequenez
e a sua pobreza…»

Beata Elias de S. Clemente | 1901 – 1927
Carta 108. Ao Padre Elias. 15.07.1925.

Jesus,
o mundo impele-me fortemente
a amar o que brilha
e a rejeitar a pequenez e a pobreza.
Mas Tu, Jesus ensinaste-me o contrário,
por isso o mundo não Te ama,
não Te conhece,
nem Te entende.
E eu Jesus?
De que lado quero ficar?
Ainda não descobri os imensos tesouros
que encerra o amor da minha pequenez e pobreza,
mas desejo encontrar esse tesouro escondido,
fonte de tantos e preciosos bens,
que os santos conheceram
e experimentaram nas suas vidas.
Eles descobriram o segredo da felicidade
que reside em amar a pobreza e a pequenez,
porque, como diz o Apóstolo,
“quando sou fraco, então é que sou forte”!

2018-10-22