Maria dá-me Jesus

«Maria diz-te: “Dou-te o alimento, a Carne e o Sangue do Inocente:” Aos pés de Maria, en...

Grande é o Teu amor!

«Ai, Senhor, que grande és na Tua misericórdia! Prostro-me aos Teus pés e lavo-os com o me...

Viver ressuscitado!

 

«Vou contentar-me em seguir Jesus
na Sua via dolorosa,
vou pendurar a minha harpa nos salgueiros
que estão nas margens dos rios de Babilónia...
Mas depois da Ressurreição
pegarei de novo na minha harpa,
esquecendo por um momento
que estou desterrada;
contigo cantarei a dita de servir a Jesus
e de habitar na Sua casa,
a dita de ser Sua esposa
no tempo e na eternidade!...»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 - 1897
Carta 175. À Irmã Teresa Dositeia (Leónia, sua irmã)

Senhor,
canto a Tua ressurreição
vivendo ainda na terra.
Surpreendo a eternidade no tempo,
mas ainda estou a caminho da Pátria
prometida e esperada.
Sei que não estou no Céu,
mas desejo-o:
desejo o dia de contemplar a Tua Face
e o rosto de todos os meus queridos,
que me precederam.
Mas não poderei já tentar fazer o Céu sobre a terra
e viver a vida dos ressuscitados?
Sim, meu senhor e meu Deus,
dás-me em cada dia a graça para isso.
Esteja eu desperto para agarrar esse cordão de ouro,
a Tua graça,
para instaurar o Céu ao meu redor:
um sorriso,
uma palavra amiga,
um partilhar a dor de outrem,
um perdão magnânimo,
um sacrifício em favor do meu irmão…
tantas pepitas de ouro
que me concedes em cada dia que passa.
Possa eu estar vigilante!
Assim seja.

2018-04-23