No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa realiza-se a obra da Redenção. No diálogo silencioso do coraç...

Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada, o meu Templo, a vida da minha vida e o Ser do meu ser, sem Ele nã...

Ainda na terra, marcamos encontro no Céu!

 

«Parabéns, minha Francisca.
Que o Mestre divino ao qual confiei os meus votos
te faça compreender tudo o que sobe da minha alma
em direção à tua!
Adivinha onde te vou festejar?
No Céu, muito simplesmente,
e encontro-me contigo,
pois, como vês, este Céu está muito próximo:
“Por todo o lado onde Ele é o Rei,
aí está também a sua corte”,
dizia a nossa santa Madre Teresa
e visto que Ele mora nas nossas almas,
estás a ver que não precisamos de ir muito longe
para entrar na Cidade de paz,
no Céu dos santos;
aí vou unir-me ao teu santo patrono
para fazer descer sobre a minha Francisca
as mais doces bênçãos do santo Deus,
que Ele a encha “com todas as riquezas da sua glória”,
como disse tão bem São Paulo!»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 192. A Francisca de Sourdon. 27 de Janeiro de 1904

Senhor,
que caia sempre mais na conta
de que o Céu habita em mim.
O Céu é Deus
e com Ele estão todos os que amo
e todos os que não conheço.
Basta entrar dentro de mim
para encontrar todos os santos
que estão no Céu e no Purgatório
e todos os que caminham neste mundo.
Como é doce encontrar-me com todos eles em Ti!
Que com a ajuda de todos eles
eu possa ser fiel ao Teu amor
e ser também santo.
Assim seja!

2018-08-26