A fé obtém o que espera

«É a fé que opera e obtém o que se pede na oração. A oração obtém na medida em que se...

A glória de Jesus: eis tudo!

«Mas, o ESQUECIMENTO!… Sim, desejo ser esquecida, e não só pelas criaturas mas também po...

Sei quem Tu és

 

«Muito se contenta o Senhor
de que nos conheçamos,
e procuremos sempre olhar a nossa pobreza e miséria,
e que não temos nada
que não tenhamos recebido.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Moradas VI 5,6

Contentas-Te de que eu conheça
a minha pobreza, meu Deus,
porque o pobre é o que mais capacidade tem
para Te desejar
e mais espaço interior possui
para Te receber.

Conheço-Te,
revestido da fragilidade da minha existência.
por isso, humildemente,
me ofereço a Ti,
para que o Teu Natal na terra seja o meu no céu,
para que a Tua gruta de Belém se converta,
na fé, na minha morada no Seio da Trindade,
e que o mistério do Teu ‘abaixamento’
seja sempre a luz do meu natal.

Vens a mim,
como ‘justiça, santidade e redenção’.
Fazes-me passar pela prova
para me mostrar
que o Bem sempre triunfa do mal,
que a Luz sempre brilha nas trevas,
que a pobreza é a condição escolhida por Deus
para o seu Filho se ‘humanar’.

Conheço-Te,
Tu és o Filho do Deus Vivo!

2014-01-06