Brilhas no meio das trevas

«Pede à Santíssima Virgem que seja a tua guia, que seja a estrela, o farol que brilh...

Amor infinito

«Senhor Jesus, que quiseste revelar-nos o amor infinito do Pai e consolar-nos com palavras de...

Sei quem Tu s

 

Muito se contenta o Senhor
de que nos conheamos,
e procuremos sempre olhar a nossa pobreza e misria,
e que no temos nada
que no tenhamos recebido.

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Moradas VI 5,6

Contentas-Te de que eu conhea
a minha pobreza, meu Deus,
porque o pobre o que mais capacidade tem
para Te desejar
e mais espao interior possui
para Te receber.

Conheo-Te,
revestido da fragilidade da minha existncia.
por isso, humildemente,
me ofereo a Ti,
para que o Teu Natal na terra seja o meu no cu,
para que a Tua gruta de Belm se converta,
na f, na minha morada no Seio da Trindade,
e que o mistrio do Teu abaixamento
seja sempre a luz do meu natal.

Vens a mim,
como justia, santidade e redeno.
Fazes-me passar pela prova
para me mostrar
que o Bem sempre triunfa do mal,
que a Luz sempre brilha nas trevas,
que a pobreza a condio escolhida por Deus
para o seu Filho se humanar.

Conheo-Te,
Tu s o Filho do Deus Vivo!

2014-01-06