No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa realiza-se a obra da Redenção. No diálogo silencioso do coraç...

Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada, o meu Templo, a vida da minha vida e o Ser do meu ser, sem Ele nã...

Fontes de água viva

 

«Que o grande rio da Vida
vos submerja e invada,
que do mais profundo da vossa alma
sintais jorrar as fontes de água viva,
enfim, que Deus seja o vosso Tudo.
O voto que haveis formulado para a minha alma,
depu-lo nas mãos d’Aquela
que foi tão plenamente
a «coisa» de Deus,
e é Ela que vo-lo dirá
no silêncio da vossa alma.
Convosco fico inteira adoradora do Mistério.»

Santa Isabel da Trindade | 1880 - 1906
Carta 185. Ao Abade Chevignard. 28 de novembro de 1903

Senhor que dissestes:
“Do coração daquele que acredita
jorrarão rios de água viva”,
concede-me Te peço,
a graça do Espírito Santo.
É Ele a água que corre em abundância
do profundo do coração daquele que acredita.
Mas, eu sei, Senhor,
que se eu desejo,
Tu ainda desejas mais
conceder-me esta graça,
só não o fazes
porque não estou preparado,
porque não me esvaziei de mim,
porque não sou verdadeiramente humilde.
Minha Mãe, Maria,
Tu que foste inteiramente humilde e dócil
à vontade do Pai, sê para mim o modelo da humildade
que é condição prévia para o Dom de Deus:
o Seu Espírito.
Que o Espírito abra o meu coração
para que me transforme
num instrumento do Teu amor para os meus irmãos.
Assim seja.

2018-07-23