No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa realiza-se a obra da Redenção. No diálogo silencioso do coraç...

Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada, o meu Templo, a vida da minha vida e o Ser do meu ser, sem Ele nã...

Deus só!

 

«Que te poderei dizer
acerca da felicidade que experimento
por me ter entregado a Ele?
Já não é uma satisfação qualquer
aquilo que sinto.
É um céu o que possuo.
Principiei essa ocupação de amar e louvar,
que teremos por toda a eternidade.
Aqui, no Carmelo, só existe Deus.
Vivemos mergulhadas n’Ele,
na Sua atmosfera divina de paz e amor.
[…] Ele quer ouvir sempre a voz de louvor
da sua carmelita:
o seu canto ininterrupto de amor.
Para isso separa-a completamente do mundo,
trá-la à solidão,
onde Ele Se deixa ver, tocar,
ouvir, conhecer.
Por isso – só com Deus só –
a carmelita deve ocupar-se unicamente de Jesus.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 - 1920
Carta 136. 2 de outubro de 1919

Senhor,
ainda que não seja uma carmelita,
o meu desejo é também
o de ser todo para Ti,
de Te pertencer inteiramente.
O que quer que faça,
que viva, que sinta,
tudo quero dirigir para Ti,
para que do meu coração
brote sempre o amor
para Te louvar, glorificar, adorar...
Que esta pertença a Ti
me arraste
para me entregar também aos meus irmãos,
imagem Tua,
prolongamento do Teu corpo Místico.
Assim seja.

2018-01-24