No diálogo silencioso do coração

«Na vida oculta e silenciosa realiza-se a obra da Redenção. No diálogo silencioso do coraç...

Deus é a minha morada

«Deus é a minha morada, o meu Templo, a vida da minha vida e o Ser do meu ser, sem Ele nã...

Recuperar o tempo perdido

 

«Parece, Senhor meu,
que descansa minha alma
considerando o gozo que terá,
se por Vossa misericórdia,
lhe for concedido gozar de Vós.
Mas quereria primeiro servir-Vos,
pois há-de gozar do que Vós,
servindo-a a ela, lhe ganhastes.
Que farei, Senhor meu?
Que farei, meu Deus?
Oh! Que tarde se incendiaram meus desejos,
e que cedo andáveis Vós, Senhor,
granjeando e chamando
para que toda me empregasse em Vós!
Porventura, Senhor,
desamparais ao miserável,
ou apartais ao pobre mendigo,
quando ele se quer chegar a Vós?
Porventura, Senhor, têm fim as Vossas grandezas
ou Vossas magnificas obras?
Ó Deus meu e misericórdia minha!
E como as podereis agora mostrar em Vossa serva!
Poderoso sois, grande Deus.
Agora poder-se-á entender
se minha alma se entende a si mesma
vendo que perdeu,
e como num instante Vós podeis, Senhor,
fazer com que o torne a ganhar.
Parece-me que desatino,
é que o tempo perdido
– como se costuma dizer –
não se pode tornar a recuperar.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Exclamação IV. Recuperai, Deus meu, o tempo perdido

Senhor,
a Tua misericórdia refaz-me,
purifica-me,
recria-me
e deixa de ser um problema
o tempo perdido,
porque a Tua misericórdia
concede-me em abundância
tudo o que perdi
e posso recomeçar uma vida nova.
Entrego-me à Tua misericórdia.
Assim seja!

2018-01-26