Maria dá-me Jesus

«Maria diz-te: “Dou-te o alimento, a Carne e o Sangue do Inocente:” Aos pés de Maria, en...

Grande é o Teu amor!

«Ai, Senhor, que grande és na Tua misericórdia! Prostro-me aos Teus pés e lavo-os com o me...

Procuro-Te, como a Madalena.

 

«Como o paladar da sua vontade
anda tocado e deliciado
com este manjar do amor de Deus,
em qualquer coisa ou ocasião
que se lhe apresenta,
a vontade começa imediatamente
a procurar o seu Amado,
gozando com isso
e sem fazer caso de outros gostos ou atenções.
Foi o que fez Maria Madalena
quando, com amor ardente,
andava à procura d’Ele no horto;
pensando que fosse o jardineiro,
sem qualquer outra razão ou acordo,
disse-lhe: “Se foste tu que O levaste,
diz-me onde O puseste e eu irei buscá-l’O”.
Esta mesma ânsia de O encontrar
em todas as coisas
traz aqui a alma;
mas, como não O encontra tão depressa
quanto deseja,
antes pelo contrário,
não só não lhes tem gosto,
como ainda lhe causam tormento,
que, por vezes, é bem grande.
Estas almas sofrem muito
quando se relacionam com pessoas ou outros coisas,
porque mais estorvam do que ajudam à sua pretensão.»

S. João da Cruz | 1542 - 1591
Cântico Espiritual. 10, 2

Senhor Jesus ressuscitado,
como a Madalena
também eu Te desejo encontrar.
Ajuda-me a que o meu desejo
não esmoreça com a demora do encontro,
mas, pelo contrário,
se mantenha e cresça
mesmo quando não Te vejo,
não Te sinto,
não me apercebo de Ti.
Ajuda-me, então, a viver de fé,
fé pura,
sem colaboração dos sentidos,
que mais depressa Te encontra
quanto mais se exercita no amor
a Ti e aos irmãos.
Assim seja.

2018-04-02