O Pão de cada dia nos dai hoje

«Oh! Valha-me Deus! Que grande amor o do Filho, e que grande amor o do Pai! Ainda não me esp...

Maria dá-me Jesus

«Maria diz-te: “Dou-te o alimento, a Carne e o Sangue do Inocente:” Aos pés de Maria, en...

Maria viveu sempre unida a Ti, Senhor!

 

«Ó Senhora minha,
quão cabalmente se pode entender por Vós
o que se passa entre Deus e a Esposa,
conforme ao que se diz nos Cânticos.
Ó alma amada de Deus!,
não te aflijas,
que quando Sua Majestade te faz chegar aqui,
e te fala tão amorosamente
como verás em muitas palavras dos Cânticos,
é de crer que não consentirá Ele
que o descontentes
antes te ajudará.
“Ordenou em mim a caridade”.
Quem é esta que se tornou semelhante ao Sol? –
Ó verdadeiro Rei!
Quanta razão teve a Esposa
de Vos pôr este nome,
pois num momento enriqueceis uma alma
com riquezas que se gozam para sempre!
Que bem ordenado deixais o amor.»

Santa Teresa de Jesus | 1515 - 1582
Conceitos do Amor de Deus. 6,8-11

Ó Senhora minha e minha Mãe,
que bela és Tu como figura e modelo da Igreja!
Que bela és como figura d’Aquela
que se uniu tão estreitamente a Deus!
Entregaste-Te inteiramente ao Rei e Senhor,
com tudo o que possuías
e transformaste-Te, pela Sua ação,
em templo vivo e perfeito de Deus sobre esta terra,
quando nela viveste,
e no Céu,
para onde ascendeste em corpo e alma.
Minha Mãe,
vem em meu auxílio.
Desejo imitar-Te,
entregar-me de alma e coração ao Senhor,
mas sou fraco.
Quantas resistências encontro em mim!
Não quero ser pobre,
não sou humilde.
Empresta-me as Tuas virtudes, minha Mãe,
alcança-me de Jesus a plena união com Ele.
Então poderei ser instrumento dócil nas Suas mãos
para a salvação dos meus irmãos.
Assim seja!

2018-06-13