«Pressentia já
(não com os olhos da carne, mas com os do coração)
o que Deus reserva aos que O amam.
E vendo que as recompensas eternas
não tinham nenhuma proporção com os suaves sacrifícios da vida,
queria amar, amar a Jesus com paixão,
dar-lhe mil provas de amor enquanto ainda pudesse…
Copiei várias páginas sobre o perfeito amor
e sobre a receção que Deus há-de fazer aos seus eleitos
no momento em que Ele próprio se tornará a sua grande e eterna recompensa.»

Santa Teresa do Menino Jesus | 1873 – 1897
Manuscrito A. 47vº

Jesus,
hoje, em que se celebram todos os Santos da nossa Ordem,
aqueles que já estão junto de Ti,
vem naturalmente a nostalgia do Céu.
Mas, simultaneamente vem aquela pergunta clássica:
“Quando chegares ao Céu o que gostarias de ter feito na terra?”.
Se fecho os olhos e me ponho a imaginar
qual é aquilo que mais alegria dá ao Coração da Trindade,
facilmente entendo que é isto que Teresinha afirma :
“queria amar, amar a Jesus com paixão, dar-lhe mil provas de amor
enquanto ainda pudesse…”.
Sou fraco Senhor, mas Tu és o “Deus dos fracos que se abrem à Tua força”.
Possa eu estar sempre aberto à Tua vontade
e não ter medo, que me peças nada acima das minhas forças.
Abandono e confiança!
Assim seja.

Hoje celebra-se o dia de Todos os Santos do Carmelo.