«Pensa todos os dias em Jesus,
que, sendo Deus eterno,
nasce como um terno Menino;
sendo Todo-poderoso,
nasce pobre,
sem ter com que resguardar-se do frio.
Necessita da Sua Mãe para viver,
sendo Ele a Vida.»

Santa Teresa dos Andes | 1900 – 1920
Carta 152. A Hermínia Valdés Ossa

Jesus Menino,
que grande a Tua humildade e pequenez!
Tu que és Tudo fizeste-Te pequenino,
à mercê de todas as vicissitudes de uma família pobre,
como a de Maria e José.
E hoje todos querem ser de família rica…
Escondeste a Tua divindade aos olhos de todos
e, no mundo, todos procuram ser famosos.
Nasceste de noite, sem dar nas vistas,
e foram os pobres pastores que deram conta de Ti.
Tanta discrição, tanto abaixamento!
Como são contrários aos Teus
os valores que me impõe a sociedade!…
Mas os Teus caminhos são os únicos
que conduzem à Vida em plenitude!
Que os percorra conTigo!
Assim seja.