«A maior necessidade que temos diante deste grande Deus
é de guardar silêncio no espírito e na língua,
pois a linguagem que Ele ouve
é só a do amor silencioso.»

São João da Cruz |1542 – 1591
Carta 8. Às Carmelitas Descalças de Beas

Jesus,
muitas vezes preciso de Te falar,
mas bem vejo que quem caminha numa oração perseverante ao longo da vida,
vai deixando-Te mais espaço, até se “perder” em Ti.
O silêncio de que fala aqui S. João da Cruz, penso que não é apenas o não falar,
mas um silêncio interior de todos os ruídos,
de preocupações que me superam,
numa palavra, do meu eu.
Este silêncio alcança-o quem só põe a sua confiança em Ti.
Assim seja comigo também.